Meus animais de estimação - Como é ter um poodle e um labrador
☰ Menu

Dias de Sol - Blog sobre beleza, proteção solar, livros e outras coisinhas do universo feminino.

  • Meus animais de estimação – Como é ter um poodle e um labrador

Meus animais de estimação – Como é ter um poodle e um labrador

Oi, gente, tudo bem?

O post de hoje é, digamos, canino…rsrs…

Resolvi fazer um texto falando sobre dois seres muito importantes na minha vida: meus cães.

amor

Desde muito criança meus pais me ensinaram a amar os animais, em especial os cachorros, e na maior parte dos anos de minha vida contei com a presença de um (ou quatro!) cães, compartilhando momentos bons e ruins.

Hoje eu tenho dois cães em casa. Um poodle (o Kiko) e um labrador (o Marvin – sim, por causa do Marvin Gaye), e hoje vou conversar com vocês sobre a “personalidade” e o “modus operandi” (kkk) de cada uma dessas raças, a partir do que vejo no meu dia-a-dia. Meus dois cães não tem pedigree, então vou compartilhar a minha experiência, mas isso não quer dizer que meus cães são um exemplo dos demais cães da raça, ok? #cachorromaloqueiro  ahahaha

O Kiko já tem quase 11 anos, é um poodle de tamanho médio, e está comigo desde que tinha uns 3 meses. Ele e eu temos um verdadeiro caso de amor. Não fui eu quem o escolhi no meio dos irmãos caninos dele, mas sim ele quem me escolheu. Quando fui buscá-lo na casa da “mãe” dele, ao me ver, ele praticamente pulou no meu colo, como se já fosse meu. E não deu pra resistir, o trouxe pra casa. E, sem dúvida, de todos os vários cães que tive, ele é o mais amoroso, mais carinhoso, mais príncipe. =)

Quando filhote ele era extremamente medroso, vivia se escondendo por trás das minhas pernas e ao ouvir qualquer barulho mais alto procurava um cantinho para se refugiar.

Esse aí embaixo é o Kiko quando era bebê. Tãaaaaao bonitinho!

Kiko-Filhote

Não sei se isso acontece com todo poodle, mas o Kiko é muito dependente, é um cão que precisa de atenção e amor 24 horas por dia, e é um bichinho que encarna a alegria de viver. Com ele é festa o dia inteiro, mas ele fica triste se não estou em casa (não quer nem saber de comer). Por ser muito amoroso, posso sair no quintal mil vezes por dia, que em todas as vezes ele vem fazer uma festa enorme ao me ver! É um cachorro extremamente dócil com quem conhece, mas arredio com estranhos. É muito, mas muito tolerante com outros cães. E, acima de tudo, é o melhor cão de guarda que eu poderia ter. Está sempre atento, e late (muito) quando alguém estranho chega em casa ou encosta em nosso portão. Mas tem um defeito: só consigo tirar foto dele quando está dormindo, pois ele não pára de se mexer nunca…kkkk

Uma foto dele, bem recentemente, em estado de quase sono…rsrsrs… Tinha acabado de comer, reparem na barbicha úmida de baba…kkkk

Kiko-Adulto

Seu pêlo praticamente não cai, e é preciso ser escovado todos os dias para não criar nós. Como crescem pêlos dentro das orelhas dele, é preciso muito cuidado na hora de dar banho, prestando atenção para secar bem as orelhinhas, para evitar dores de ouvido por causa da umidade em excesso, que pode causar problemas.

É preciso tosá-lo pelo menos de 2 em 2 meses, e pra mim isso acaba sendo um pouco problemático, pois ele morre de medo ser tosado, e dá o maior bafão no pet shop… Quando estou com tempo e paciência, acabo tosando-o eu mesma, com a tesoura, para evitar o transtorno de ver o bicho tendo um piripaque por causa do tosador…kkk

O Kiko tem várias verrugas e pintas pelo corpo, e segundo veterinário, isso é normal da raça e da idade. Houve uma verruga que começou a crescer demais e se tornou preocupante, então há uns 3 anos ele passou por uma cirurgia para removê-la. Além dessa cirurgia, ele já passou por uma outra quando era um baby, pois roubou da lavanderia, sem a gente perceber, um pregador, e a molinha acabou entrando na gengiva dele (que dor!), aí a danada teve que ser removida cirurgicamente, acreditam?

Mas, enfim, só tenho elogios para com a raça poodle. O Kiko é calmo, amoroso, limpo (tirando quando faz xixi no lugar errado), saudável, esperto, relativamente silencioso e tudo de bom! E eu teria outro poodle com certeza!

Agora, vamos ao Marvin. Vou resumir bem rapidamente meu labrador para vocês: já assistiram ao filme Marley e Eu, né? Pois bem, eis meu labrador.

Aqui embaixo uma foto dele bebê, com cara de santo. Mas não se deixem enganar por esse olhar terno. Esse cachorro é muito mal intencionado e ardiloso…kkkkkk

Marvin-filhote

O Marvin chegou em casa com uns 2 meses, e completará 5 anos mês que vem. E é um terremoto em forma de cachorro. Mas desde bebê é muito, muito inteligente.

Aprende tudo com muita facilidade. É um cão extremamente bonito, é completamente apaixonado por água e seu pêlo cai muito, todos os dias. Come como se não houvesse amanhã, e tem séria tendência à obesidade (inclusive atualmente estou oferecendo a ele somente ração light, pra tentar controlar  o peso).

Tem pavor de fogos de artifício e relâmpagos, e isso me traz vários problemas, como noites sem dormir por causa dos latidos e portas e janelas destruídas, por causa dos arranhões que ele faz tentando entrar em casa para se esconder.

Ele rouba tudo o que estiver ao seu alcance: sapatos, meias, chinelos, garrafas pet, sacolas de lixo, enfim, tá ao alcance da boca, então é dele…rsrsrs…

É muito difícil sair com ele pela rua para passear pois, em 2011, ele fugiu de casa após um roubo à nossa residência, ficou 4 dias desaparecido e depois disso eu peguei trauma de sair com ele, com receio do danadinho fugir da coleira e eu nunca mais encontrá-lo. E então, hoje em dia, para sair com ele para passear, só com meu marido segurando, pois o Marvin puxa muito, e tem a força de um búfalo…ahahaha…E, pra piorar, e fugir completamente daquele padrão “labrador bonzinho” que a gente conhece, quando vê outro cachorro na rua, ele vira uma fera, e empina, quer avançar, quer morder, é uma baixaria. kkkkkkk

Ele desde filhote sempre foi muito agitado, barulhento e porquinho (fazia xixi até no próprio prato de comida!), então ano passado ele foi castrado, em uma tentativa de ver se o comportamento melhoraria. Posso dizer que em alguns aspectos ele melhorou. Ficou um pouco mais calmo, já não faz xixi para marcar território, mas sim apenas quando precisa, e faz menos barulho. Porém, começou a engordar ainda mais, e ficou super preguiçoso (a guarda da casa fica por conta do poodle, que é a metade do tamanho do labrador…ahahaha). É o tipo de cão que deve ser criado onde há bastante espaço para que ele possa gastar energia e se exercitar, caso contrário poderá ficar estressado e super gorducho.

Uma foto dele atualmente. Charme, beleza, glamour e muita gordura, tudo em um só cachorro…rsrs.

Marvin-Adulto

O Marvin adora tomar banho, e nunca teve problemas de pele e nenhum outro tipo de complicação.

Até 2013, tínhamos em casa mais um cão macho (um pastor alemão, o Khrigor), mas ele morreu no mês de abril. Foi uma das maiores tristezas pelas quais já passei, pois ele tinha câncer, artrose, enfim, foi terrível. Mas quando viviam os três machos na mesma casa, era terrível. Muitas brigas (disputas para ver quem seria o macho dominante), era uma barulheira danada o dia todo e muito xixi pelo quintal. Esse é o lado ruim de ter apenas cães machos, e ainda por cima não castrados.

Agora, apenas com o Kiko e o Marvin, a paz reinou, e os dois se dão maravilhosamente bem (tirando quando um come a comida do outro…rsrsrs)…

Se você está pensando em trazer para casa um cãozinho, seja sem raça ou de qual raça for, sugiro que pesquise bastante antes de fazer sua escolha. Um cão é para a vida inteira, e assim como as pessoas, cada animal tem seu jeitinho, seus problemas, e você vai precisar de muito amor, paciência e responsabilidade para assumir o bichinho e tratá-lo bem. Converse com proprietários, leia a respeito, e só então opte por esta ou aquela raça. Há raças que são ótimas para quem mora em apartamento, outras precisam de mais espaço. Há cachorros super dependentes, e outros que conseguem ficar sozinhos por um tempo, ideiais para quem trabalha fora o dia inteiro, e por aí vai.

Dei a vocês meu testemunho sobre o meu poodle e meu labrador, mas não sei se os demais cães dessas raças tem um temperamento parecido. De qualquer forma, espero ter ajudado a entender um pouco mais sobre as raças.

Vocês têm algum animal de estimação? Qual é?

Beijos!

The following two tabs change content below.
Paulistana que mora na praia, mas foge do sol. Libriana, indecisa e que ama cachorros, pizza e livros, e é dona do Dias de Sol. Muito prazer!

Latest posts by Vivian (see all)

13 comente aqui
Posts Relacionados
Deixe seu Comentário


Dias de Sol no Youtube // Se inscreva!