Hidroquinona: digo não!
☰ Menu

Dias de Sol - Blog sobre beleza, proteção solar, livros e outras coisinhas do universo feminino.

  • Hidroquinona: minha experiência com o ativo!

Hidroquinona: minha experiência com o ativo!

Hidroquinona. Se você tem manchas, possivelmente sabe do que se trata. Quem sofre com melasma e outras manchas de pele sabe o sufoco que é encontrar um tratamento seguro e ao mesmo tempo eficaz. Cada pele tem suas próprias características, e embora um determinado ativo seja capaz de surtir efeitos positivos em algumas pessoas, isso não quer dizer que ele será um sucesso para todo e qualquer paciente.

Quando as manchas começam a aparecer e corremos para o consultório do dermatologista, provavelmente nos serão receitados medicamentos que contêm hidroquinona. Não se pode negar que a hidroquinona, em alguns casos, é um eficiente clareador da pele, sendo um dos ativos mais prescritos pelos dermatologistas brasileiros para o tratamento de manchas, incluindo melasmas. Porém, ela apresenta uma vasta lista de efeitos colaterais. Seu uso é proibido em vários países, devido ao seu potencial cancerígeno. Além disso, a maligna causa alergias em muitas pessoas (como eu, por exemplo), provocando vermelhidão intensa, inflamação da pele, descamação e coceira. E pra piorar, pode originar leucomelanodermias em confete, que são manchas redondas que perdem a pigmentação e jamais voltam ao normal, e também ocronose exógena, que é uma hiperpigmentação da pele que a deixa com um tom negro-azulado.

hidroquinona

Não sei se é uma tendência geral, mas pelo que notei ao me consultar com alguns dermatologistas, é que muitos subestimam os riscos que a hidroquinona oferece. Não há dúvidas de que, quando a pessoa tolera bem o tratamento, as manchas clareiam bem rapidamente com o uso da hidroquinona. Entretanto, um tratamento “mal-feito” realizado com hidroquinona pode gerar muitas consequências ruins.

Conforme eu já expliquei anteriormente aqui no blog, logo quando meu melasma surgiu, usei hidroquinona sob prescrição médica, e o resultado foi desastroso. Tiver ardor, vermelhidão, minha pele ficou literalmente queimada. Na foto abaixo (tirada com a câmera do celular, desculpem a qualidade ruim), vocês tem uma ideia de como ficou a pele da região do meu buço depois do uso da hidroquinona. Hoooorrrível! Tenho vergonha de postar, mas vai ser bom que vocês vejam.

Foto0501

Pele super irritada, com protetor solar sem cor, sem dignidade e bepantol por cima, pra acalmar a ardência.

Depois que a vermelhidão da foto aí de cima melhorou, o buço estava super manchado. Fui agraciada com o efeito rebote. Como vocês podem perceber, eu sou bem brancona, então imaginem o quanto eu deprimi com essa porcaria dessa mancha castanha no buço. Isso sem falar na mancha próxima aos olhos, que não saiu nessa foto…

Essa “brincadeirinha” com hidroquinona me custou resultados pelos quais sofro até hoje. Meu melasma hoje está super clarinho, mas o melasma assumiu exatamente o contorno que vocês estão vendo na foto acima, ou seja, é como se a hidroquinona tivesse delimitado a área que fica sempre mais escura. Por mais branca que a mancha esteja, é como se a textura da pele dessa área estivesse sempre diferente do restante da pele do rosto.

Tem gente que ao se deparar com o rosto manchado acaba entrando em desespero e perde o bom senso. Sai por aí fazendo loucuras, usando produtos sem pesquisar a respeito. Gente, a pele do rosto é muito sensível, e uma pele com melasma deve ser tratada com 10 vezes mais cuidado, pois qualquer deslize pode provocar ainda mais manchas.

Ao procurar um dermatologista, e após receber a indicação de produtos, pesquise a respeito, pergunte a opinião de outras pessoas, ouça experiências de quem já usou o que o médico recomendou a você. Se ficar em dúvida, volte no dermatologista e converse com ele.

O melasma deve ser tratado com carinho e paciência. O tratamento de manchas costuma ser relativamente demorado, e você precisa aceitar isso. É melhor demorar para ver resultados, mas fazer um tratamento seguro, que usar algo “potente” e acabar tendo resultados catastróficos.

Se eu pudesse dar um conselho a você que tem melasma, sugeriria que evitasse ao máximo a hidroquinona. Há uma série de outros agentes clareadores no mercado, capazes de ajudar no combater às suas manchas de maneira mais segura e confortável, sem tantos riscos e efeitos colaterais. Pode haver pessoas que se deram bem com a hidroquinona, mas eu não recomendo.

“Beba” protetor solar, não descuide do chapéu, da sombrinha, e vá com calma. Procure clareadores mais suaves, e tenha paciência, pois uma hora a mancha clareia.

E enquanto isso não acontece, use e abuse da maquiagem, e mantenha a certeza de que o tratamento vai funcionar!

Beijos!

The following two tabs change content below.
Paulistana que mora na praia, mas foge do sol. Libriana, indecisa e que ama cachorros, pizza e livros, e é dona do Dias de Sol. Muito prazer!

Latest posts by Vivian (see all)

148 comente aqui
Posts Relacionados
Deixe seu Comentário


Dias de Sol no Youtube // Se inscreva!